16.11.2021

A WINTERSTEIGER e a Perception Park oferecem um controlo de qualidade automatizado com base na “impressão digital química”

© Perception Park

Ao utilizar o Perception HEAD, a Divisão WOODTECH da WINTERSTEIGER AG é capaz de detetar com precisão a estrutura dos defeitos na madeira.  Isto permite que características químicas como o azulamento, marcas leves, envelhecimento, bolsas de resina e também nós, sejam digitalizados e processados duma forma precisa. Isto significa um novo critério para o controlo da qualidade na indústria da madeira.

 

Alterações no preço da madeira e as novas necessidades ou aplicações de materiais, são desafios num mercado da madeira em constante crescimento e mudança. Mas isto também oferece oportunidades aos fornecedores de madeira inovadores. acrescida por um melhor controle de qualidade e uma redução sustentável dos custos. A aplicação da deteção química na indústria da madeira, agrupa os requisitos de qualidade, a pressão sobre os preços e a inovação na aplicação num só processo.

 

Na WINTERSTEIGER, a tecnologia de scanner é uma das principais competências: e é utilizado em sistemas para a reparação de superfícies de madeira, bem como numa grande variedade de linhas de triagem. A Perception Park forneceu agora uma solução especial com o Perception HEAD, utilizando a tecnologia de imagem hiperespectral. A possibilidade de utilização duma tecnologia tão inovadora, que permite determinar a “impressão digital química” da matéria-prima, foi recebida com grande interesse pelas industrias austríacas de máquinas e instalações industriais. 



© WINTERSTEIGER

“As nossas tecnologias atuais de scanner fornecem-nos informações sobre as geometrias, posição, cor e tamanho de um defeito na madeira, como um nó ou uma fissura, entre outras coisas. As nossas soluções dos produtos "Timber Repair & Cosmetics" podem limpar automaticamente ou maquinar os defeitos e enchê-los posteriormente A imagem hiperespectral diz-nos também a estrutura do defeito. Portanto apenas os defeitos que causem problemas de andamento do processo, tais como nós, podem ser marcados e removidos. Desta maneira podemos obter um aspeto mais natural, explica Markus Weissenbrunner, gestor de produto da WINTERSTEIGER AG, apontando a sua visão de como se pode utilizar a tecnologia HSI. 

 

Outro exemplo de aplicação é a distinção entre o cerne e o borne quando se cortam toros verdes como por exemplo, o pinho. Como o cerne só muda de cor quando entra em contacto com a luz UV, a produção tem de ser interrompida para se poderem detetar as diferenças. Com a utilização da Perception HEAD, a madeira pode ser analisada e classificada durante a serragem.

Neste momento, a WINTERSTEIGER está a testar imagens hiperespectrais para outros requisitos do cliente: 

 

por exemplo, para a medição da humidade, para detetar pontos podres, para a análise de juntas de cola em painéis multicamadas ou para a deteção de resina. “Para além das nossas tecnologias de scanner existentes, a imagem hiperespectral fornece-nos muita informação adicional e abre áreas de aplicação completamente novas no tratamento da madeira”, diz Markus Weissenbrunner, satisfeito, e reconhece o potencial da tecnologia HSI.

 

Esta cooperação permite uma poupança de custos nas fases seguintes da produção. Variações de qualidade (em madeira para construção e outras) podem ser identificadas, permitindo estabelecer preços mais corretos Isso é também uma vantagem para o cliente final – a qualidade dos produtos de madeira pode ser melhor adaptada à aplicação.

 

“Juntar o scanner de madeira com uma Perception HEAD foi uma ideia brilhante. A impressão digital química torna possível assegurar um novo nível de qualidade, inimaginável até agora, o que melhora significativamente os processos de produção”, explica Ulrich P. Schön, Business Development Manager na Perception Park.

Cooperação conduzida pela inovação.

 

As vantagens excecionais desta nova tecnologia de inspeção estarão disponíveis para os clientes da WINTERSTEIGER AG no futuro. A cooperação para o desenvolvimento entre a Divisão Woodtech da WINTERSTEIGER AG e a Perception Park GmbH irá reforçar ainda mais a posição pioneira de ambas as empresas no mercado.

 

No grupo WINTERSTEIGER, a VAP-WINTERSTEIGER GmbH, como parte da Divisão Woodtech, é a especialista em engenharia industrial e automatização. Desde o estudo de viabilidade até à manutenção remota das instalações completas, os inovadores engenheiros fabris fornecem soluções para a produção de janelas, parquets, móveis, painéis multicamadas e grandes serrações.

 

A Perception Park é uma pioneira de renome mundial no campo da deteção química e permite a solução de trabalhos problemáticos, onde outras tecnologias falham frequentemente. Esta tecnologia pode ser utilizada, entre outras coisas, para distinguir materiais muito semelhantes com base na sua composição química, ou para registar a concentração e distribuição de componentes, por exemplo, em produtos alimentares ou farmacêuticos, com precisão e em tempo real.

 

Sistema de reparação de madeira totalmente automático TRC 3000 com leitor de áreas danificadas
© WINTERSTEIGER

A impressão digital química – deteção química.

 

Devido às suas características químicas, as substâncias refletem espectros de luz completamente diferentes. Com uma câmara hiperespectral, as imagens podem ser captadas para além do alcance visível, tal como a luz de infravermelhos. Ao contrário das câmaras normais, a tecnologia hiperespectral mostra uma imagem espectral da luz refletida do material. Cada ponto é descrito não apenas por um valor de intensidade, mas por centenas de bandas de ondas espectrais. Esta medição espectral altamente precisa permite testar as propriedades dos materiais e a sua composição química ficar visível. O utilizador recebe uma “impressão digital” ou “assinatura espectral” única do objeto. o que por sua vez permite detetar falhas e impurezas que não são visíveis à vista desarmada.

 

A deteção química é utilizada onde os materiais precisam de ser avaliados e/ou classificados com base em informação química.

 

Os principais utilizadores são, entre outros, a indústria de processamento alimentar (marcas de pressão e apodrecimento dos frutos, determinação do estado da maturação), indústria de reciclagem (seleção de materiais de plástico), bem como várias aplicações médicas.

No lado direito, a imagem hiperespectral, neste caso de um defeito de crescimento (nó)

(Foto: Perception Park)

Área contaminada com azulamento em imagem hiperespectral (apresentada a azul)

(Foto: Perception Park)

Anéis de crescimento (deteção do cerne/borne)? Deteção de madeira precoce e tardia dentro dos anéis de crescimento

(Foto: Perception Park)

Este site utiliza Cookies – outras informações sobre isso e sobre os seus direitos enquanto usuário podem ser encontradas na nossa Declaração de proteção de dados . Clique em “Concordo com todos os Cookies” para aceitar todos os Cookies (inclusive de terceiros) e poder visitar o nosso site diretamente ou clique em “Configurações de Cookies” para você próprio administrar os seus Cookies.
Configurações de Cookies

Aqui você pode visualizar e alterar as configurações de Cookies de diferentes ferramentas que são utilizadas neste domínio e seus subdomínios.

Cookies tecnicamente necessários para funções fundamentais do site. Um * mostra um possível prefixo ou sufixo.
Aqui você pode definir as suas configurações para cookies específicos.